A população já começou a sentir os efeitos dos protestos com a falta combustível em postos de várias cidades, ou até mesmo com o aumento do preço de alguns alimentos. Para nós, empresários é importante entender o motivo dos acontecimentos e nos prepararmos para lidar com a situação.

[ Greve dos caminhoneiros entra no quarto dia, com bloqueios em rodovias pelo país. ] https://portaldacontabilidade.clmcontroller.com.br/tributos/imposto-de-renda-2018-como-declarar-o-lucro-da-empresa/

Apesar de parecer uma reviravolta, essa história teve inicio em Julho de 2017, quando a politica de reajustes foi aprovada pela Petrobras e os combustíveis passaram a sofrer reajustes diários. Com o passar do tempo, os caminhoneiros passaram a reivindicar o fim definitivo da cobrança do imposto PIS/Cofins sobre o insumo, a eliminação da Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (Cide) sobre o diesel e mudanças na política de reajuste dos combustíveis.

Atualmente a conta de impostos segue o padrão da imagem abaixo:

Os impostos combinados com a alta do dólar, resultaram em um preço médio do diesel nas bombas que já acumula alta de 8% no ano. O valor está acima da inflação acumulada no ano de 0,92%, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Ainda não se sabe qual medida será tomada, mas de qualquer forma devemos nos organizar para evitar grandes perdas. Clique aqui e conheça nossa empresa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezoito + catorze =

By continuing, you agree that this website uses cookies solely for statistical purposes and functions that enhance your browsing experience, without personal tracking.